Alô cidade! Artigos > Alô cidade! (Ir. Anna Braga)
Alô cidade!

Um olhar sobre Valença

Quando cheguei em Valença, nos anos 60, a cidade era realmente uma Princesa. Não quero fazer crítica ou censurar a administração atual. Este, assumiu o comando, há pouco. Nos anos 90, mais ou menos, ia em casa de meus pais, que moravam no Parque Pentagna. Via de quando em vez, funcionários da Prefeitura, capinando e limpando ruas. Parque Pentagna e periferia!… Hoje, a cidade esta cheia de mato. Naquela pracinha, atras do Hospital Geral, onde as crianças brincavam, esta crescendo mato atá nas calçadas. Quando a gente passa atrás da antiga fabrica Progresso precisa escolher lugar para sair da rua para a calçada de tanto mato nas beiradas. Isto, no pouco onde a gente anda. O Jardim de Baixo – pulmão da cidade – mal cuidado. Quando cheguei aqui, ele tinha até decorador, ultimamente, tinha até lixo amontoado. Outro dia, estacionou um ônibus de turistas, em frente a Câmara Municipal. Fiquei com pena e pensei: vão encontrar de frente, grande quantidade de lixo amontoado, no Jardim.

No Jardim de Cima, anos atrás, algumas vezes que passei por la, vi dona Lourdinha, esposa do senhor prefeito Fernando Graça, com funcionários, cuidando dos canteiros de flores, em volta do Jardim. Agora?

Ano 96 estava num velório  observei como operários iam e vinham das fabricas. Hoje, fechadas; em duas delas esta nascendo capim nos telhados. Na Ferreira Guimarães  tem ate árvore, já bem grandinha. Calçadas quebradas. É necessário cuidado ao andar nelas.

Vejam como ficou o nosso Hospital Jose Fonseca – Hospital do Povo. Foi nele que começou a Escola de Medicina. Além do que já disse em outro jornal, foi vitima de um complô  formado por alguns. Descuido administrativo, não por maldade. Pessoas boas, bem intencionadas, mas confiou demais em pessoas pouco confiáveis  Dinheiro atrai. Onde entra dinheiro e necessário uma boa e seria fiscalização. Isso em qualquer setor.

Onde foi o SAMU, tão propagado? Valença não precisa muito anúncio. É necessário ação. As pessoas precisam colocar Deus nas suas mentes e coração. Trabalhar com amor, visando mais o bem da coletividade em vez de pensar só nos seus próprios interesses. Nunca prejudicar uns em favor de outros. Questão de justiça. Estar com pagamento em dia. Mês passado diversas pessoas vieram em nossa porta, pedindo dinheiro. Estavam sem receber, sem o necessário em casa.

Copyright © 2015 - Colégio Sagrado Coração de Jesus. Todos os direitos reservados.